Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

14/05/2009

DIÁLOGOS DE PLUTÃO: a emancipação da mulher afegã vista pelos olhos duma repórter

Personagens: repórter ocidental e mulher afegã.

- Estou espantada. Quando estive aqui em Cabul há 5 anos as mulheres caminhavam 5 metros atrás dos maridos.
- É verdade. Sempre foi assim.
- Foi mas, pelos vistos, já não é. Agora vão 10 metros à frente.
- É certo que nos últimos anos as coisas mudaram.
- Isso é maravilhoso. É uma grande conquista da mulher afegã. E o que aconteceu para abandonarem esse costume absurdo?
- Minas terrestres.
[Inspirado numa estória, enviada por JARF, envolvendo a repórter Glória Maria da TV Globo]

Sem comentários: