Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

17/06/2004

TRIVIALIDADES: O Plano Marechal.

Segundo o DN, «O Presidente Lula da Silva defendeu ontem, na abertura da 11.ª Conferência das Nações Unidas para o Comércio e Desenvolvimento (Unctad), a adopção de um programa para ajudar as nações pobres, semelhante ao Plano Marshall, que permitiu a recuperação dos países europeus afectados pela Segunda Guerra Mundial.»

A ideia é má? Depende. First things, first. Como há 60 anos, antes de lhes dar dinheiro, teremos que apear, por incompetência e/ou corrupção, quase todos os governos dessas nações pobres. Nações pobres, não por haver nações ricas. Pobres por terem governos incompetentes e/ou corruptos que pedem planos para as salvar da miséria a que eles próprios e os seus antecessores as conduziram.

Sem comentários: