Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

20/06/2004

DIÁRIO DE BORDO: O rectângulo de Alvalade também serve.

Contrariando o cepticismo impertinente, um Nuno Álvares nascido no Rio Grande do Sul, mesmo sem os arqueiros ingleses, lá conduziu os magriços a congelar a fúria castelhana (desculpa lá, ó Camacho).

Resultado? 5 milhões de treinadores a discutir esquemas à volta das máquinas de café há 4 dias e que vão continuar mais uma semana. «Ai o PIB», escreveu o Jaquinzinhos,

Faço minhas as palavras dele. Que se lixe o PIB! O pior ainda são os euros que os castelhanos vão levar nos bolsos para casa.

Sem comentários: