Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

01/11/2017

LA DONNA E UN ANIMALE STRAVAGANTE: Para tirar os trapinhos qualquer causa é boa (23)

Outros trapinhos tirados.

Desta vez calhou a Polanski (fonte)
Desde há mais de quarenta anos, o realizado polaco naturalizado americano Roman Polanski cometeu vários crimes de pedofilia, alguns deles confessados. Fui acusado e condenado nos Estados Unidos aonde não voltou, mas isso não o impediu de ser muito celebrado na Europa, sobretudo em França.

Desta vez, na inauguração de uma retrospectiva dos seus filmes na Cinemateca Francesa em Paris, activistas do Femen resolveram manifestar-se contra a presença de Polanski e a hipocrisia da organização. Percebe-se. Só não se percebe porque cargas d'água as meninas da Femen não conseguiram controlar a sua pulsão exibicionista. Se fossem gajos a protestar e exibissem a hortaliça imagine-se a indignação...

Sem comentários: