Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

09/11/2017

ACREDITE SE QUISER: Há males que vêm por bem. O ministro que dá contentamento à NATO

Já sabíamos que o ministro da Defesa não sabe se alguém entrou em Tancos e no limite, pode não ter havido furto.

Ficámos agora a saber que «as avaliações pedidas pelo ministro da Defesa à segurança das instalações militares recomendam o aperfeiçoamento da formação e treino do pessoal dedicado à guarda do material militar, partilha de informação e normas comuns aos ramos. Essas avaliações foram pedidas na sequência do (alegado) assalto aos Paióis Nacionais de Tancos, em junho, que resultaram no desaparecimento de granadas, explosivos e outro armamento. Esta semana, o ministro admitiu que possa nunca ter havido um furto.»

«Estou a ver o contentamento de Jens Stoltenberg»
E como se isso não fosse o suficiente, o ministro da Defesa revelou após a reunião da NATO em Bruxelas que «é sempre agradável verificar, ainda há pouco, no fim da reunião, o secretário-geral veio falar comigo e especificamente dizer do contentamento dele por algo que não é muito comum, que é justamente, perante um roubo ou um furto grave de material militar, ter sido possível recuperá-lo».

Este é o ministro da Defesa perfeito para um exército que tem um CEMA que classifica com uma «ligeira discrepância perfeitamente compreensível» ter si encontrado mais material do que o roubado em Tancos.

2 comentários:

Unknown disse...

Nem na América Latrina...

Unknown disse...

Ora aqui está um roubo em que o roubado ficou a ganhar.
Os ladrões, por incrível que pareça foram honestíssimos.
Entregaram o material que segundo o mini "no limite nem foi roubado" e entregaram uma caixa a mais.
Tempos do socialismo geringoncial!!!