Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

26/11/2017

LA DONNA E UN ANIMALE STRAVAGANTE: Hedy Lamarr, femme fatale e precursora da comunicação sem fios

Já aqui homenageei Hedy Lamarr, nascida Hedwig Eva Maria Kiesler em Viena, na sua encarnação de inventor, participando com o compositor George Antheil em 1941 no desenvolvimento da tecnologia de espectro de difusão em frequência variável, patenteada em 1942, utilizada então para impedir a interferência nazi nas comunicações militares dos aliados e hoje base tecnológica essencial no campo militar e nos telemóveis.

A pretexto do novo documentário «Bombshell: the Hedy Lamarr Story» evoco agora a diva, com seis casamentos no activo, que nos deu um dos primeiros nus e o primeiro orgasmo feminino do cinema em «Êxtase», um filme que teve honras de ser condenado pelo papa Pio XI.

1 comentário:

Lura do Grilo disse...

melhor se disser "espalhamento do espectro". Também é usada no sinal GPS.