Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

14/11/2017

CASE STUDY: Sant'Isaltino, o autarca milagreiro

Depois de uma ausência de 6 anos, durante os quais foi julgado, condenado e esteve preso quase 2 anos por corrupção passiva, fraude fiscal, branqueamento de capitais e abuso de poder, Isaltino Morais voltou à presidência da câmara de Oeiras. Ganhou as eleições de 1 de Outubro com maioria absoluta, derrotando a lista do anterior presidente Paulo Vistas, o seu vice durante dois mandatos, a quem acusou de ter manipulado um juiz para invalidar a sua candidatura.

Gradualmente e sobretudo nos últimos meses foi visível a degradação dos serviços camarários que pioraram até ao dia das eleições. Como indícios mais visíveis, raramente se via nas ruas de Oeiras o pessoal de limpeza e o lixo acumulava-se frequentemente nos pontos de recolha.

Pois bem, como que por milagre, nos dias imediatos à eleição e ainda antes da tomada de posse em 21 de Outubro, começaram a aparecer resmas do desaparecido pessoal da limpeza, com uniformes renovados, e o lixo recomeçou a ser recolhido regularmente sem falhas.

Além do milagre de Sant'Isaltino, é claro que existem outras explicações mais racionais para este fenómeno prodigioso, mas não vou entrar do domínio das teorias da conspiração.

1 comentário:

Lura do Grilo disse...

Extraordinário