Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

24/05/2018

ACREDITE SE QUISER: «Não tinha noção», disse ele

«Pedro Siza Vieira disse à SIC Notícias que “não tinha noção” da incompatibilidade entre a gerência de uma empresa imobiliária e o cargo de ministro-adjunto. Respondia à notícia do jornal Eco de que Siza Vieira abriu uma empresa de imobiliário, onde detém 50% do capital, um dia antes de entrar para o Governo da qual chegou a ser gerente. O ministro-adjunto disse que só tomou consciência da incompatibilidade de cargos dois meses depois da posse e renunciou de imediato.» (fonte)

Siza Vieira é advogado há quase trinta anos, foi sócio de várias sociedades de advogados, por último da Linklaters. Ah, já me esquecia, é amigo do peito de Costa, foi por este proposto para assessorar o governo de Macau onde ficou dois anos. Sim, Macau. Leram bem. É mais um.

1 comentário:

Unknown disse...

Gente menor , irremediavemente menor .
E reles, muito reles - mas perfeitamente inserida, e aceite, num povo de uma ruminância que roça o obsceno...