Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

31/05/2018

ACREDITE SE QUISER: Isso pode explicar muita coisa

«Portugueses são os europeus que mais acreditam que Deus fala com eles todos os dias»

Resultados de um inquérito telefónico sobre religião de Abril a Agosto de 2017 do Pew Research Center em 15 países europeus. (fonte)

2 comentários:

Anónimo disse...

Eu creio em Deus.
Não creio em @bleias, Sousas, Costas, e outros acabados em S — com a excepção das Impertinências.
Nem Deus, nem ninguém dos que não creio, falou comigo. Nem ao ouvido.
Tive sempre medo que me chegassem ao ouvido por causa daquela injecção atrás do dito.
Também não fui agraciado por alguma chamada telefónica, nem do aquém, nem do além.

Lembrando Alfred North Whitehead:
I have always noticed that deeply and truly religious persons are fond of a joke, and I am suspicious of those who aren't.

Cheers

Dudu disse...

Eu também creio em Deus.
Mas limitamo-nos a ficar em silêncio.