Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

13/07/2017

CASE STUDY: Trumpologia (23) - Costuma chamar-se nepotismo

Mais trumpologia.


«The Trump clan: The perils of nepotism

America’s Founding Fathers might never have imagined a president’s child being eager to receive “sensitive information” about an opponent from a hostile foreign power, as Donald Trump junior was in 2016. But they knew the folly of hereditary rule. When citizens serve a bad president, patriotism may inspire them to protest or quit. But when a child serves a parent, fidelity to country vies with deeper loyalties, writes our American politics columnist

Andam por aí umas almas à procura no palheiro do Donald de agulhas com que possam costurar as suas mantas ideológicas, aparentemente à pala de Trump concitar os ódios de estimação de legiões imensas de tropas do politicamente correcto misturadas com a esquerdalhada (em parte confundem-se). Não é o meu caso que em nenhuma das minhas várias encarnações pensei que o inimigo do meu inimigo é necessariamente meu amigo.

Sem comentários: