Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

06/01/2006

BREIQUINGUE NIUZ: exageros do doutor Coelho

«Pensem bem para não irem em conversas. Pode estar em causa tudo aquilo em que votaram em Fevereiro [nas últimas eleições legislativas] e fazer com que tudo volte para trás», disse num comício ajantarado o estradista doutor Coelho, referindo aos perigos virtuais de Cavaco Silva ser eleito.

É um grande exagero, por várias razões. Primeiro, porque «aquilo em votaram em Fevereiro» andou para trás desde que o governo tomou posse. «O que é que acham?» Segundo, porque se o professor Cavaco Silva for eleito só representaria um real risco para o governo do engenheiro Sócrates se fizesse o mesmo que o doutor Soares e o doutor Sampaio fizeram nos seus segundos mandatos. E, nesse caso, o professor Cavaco estaria desculpado. Ou não?

Sem comentários: