Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

24/07/2022

DEIXAR DE DAR GRAXA PARA MUDAR DE VIDA: Portugueses no topo do mundo (47) - Campeões da síndrome de Peter Pan

Outros portugueses no topo do mundo.

O ano passado concluímos aqui face aos mesmos dados de 2020 que a idade de saída de casa dos jovens é um dos proxies do colectivismo que cultiva a dependência do grupo (neste caso da família) e do Estado, por oposição ao individualismo característico das sociedades liberais que proporcionam ambientes mais favoráveis à iniciativa, ao empreendedorismo e, em consequência, ao desenvolvimento económico e social. Só posso concordar. 

Feitas as contas, o coeficiente de correlação (Pearson) em 2021 entre o PIB per capita e a idade de saída de casa é -0,45, valor que geralmente se considera traduzir uma correlação negativa forte, ou seja, a idade de saída mais baixa está claramente associada a um nível mais baixo de prosperidade.

Sem comentários: