Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

20/07/2022

Birds of the same feathers flock together (4)

Politico

2 comentários:

mensagensnanett disse...





A conversa do Putin psicopata só vai passando nos locais aonde não existe o direito à contra-resposta.
Adiante.
.
.
O europeu-do-sistema:
- mandou armas (e dinheiro) para um governo que utilizava milícias neonazis para silenciar opositores: nomeadamente aqueles que defendiam negociações de paz.
Mais:
- políticos ucrânianos (inspirados em Sun Tsu, dizem eles) disseram que os acordos de Minsk não eram para cumprir... destinavam-se apenas a ganhar tempo no sentido de tornar o exército ucrâniano mais poderoso.
Sim:
- o Ocidente procurou usar a Ucrânia como barriga de aluguer para colocar a Russia ao nível do tempo de Ieltsin.
[armas da NATO para a Ucrânia, sansões económicas à Russia]
.
.
Durante décadas a NATO implementou o caos (guerras, revoluções, golpes) em várias regiões do planeta:
- aonde existiam governos não interessados em vender as suas riquezas...
SIM:
- inúmeros focos de tensão (Iraque, Líbia, etc) fabricados pelo Ocidente XX-XXI... culminaram exactamente, inevitavelmente, fatalmente, no mesmo resultado: a exploração de riquezas passou a ficar na posse de multinacionais Ocidentais.
Mais,
o cidadão da NATO sonha com uma Russia (um território imenso com apenas 140 milhões de habitantes) ao nível do Iraque, Líbia, etc, isto é, sonha com uma Russia no caos... e... multinacionais Ocidentais a fazerem compras no caos.
.
Um foco de tensão (armadilha) criado pelos gurus da NATO em conluio com os mercenários de Zelensky:
- a ameaça de, via Ucrânia, estrangular a economia russa, leia-se: cortar o acesso da Russia ao oceano Atlântico.
.
.
.
NÃO É A RUSSIA QUE PRETENDE SAQUEAR AS RIQUEZAS DOS PAÍSES DA NATO... OS PAÍSES DA NATO É QUE PRETENDEM SAQUEAR AS RIQUEZAS DA RUSSIA.
.
.
Provocações da NATO que caíram em saco roto:
- os 300 mil militares na fronteira da Russia;
- a adesão da Suécia e Filândia;
- o bloqueio de transportes de mercadorias para Kaliningrado;
- generais da NATO dizem que a NATO deveria estar pronta para usar armas nucleares, e que: «Putin, não tente competir conosco»
... todavia, no entanto... sim, pois, mas... a Russia não vai dispersar a sua atenção:
-> não vai permitir que seja cortado o acesso da Russia ao Oceano Atlântico
-> não vai vender as suas riquezas a multinacionais.

Anónimo disse...

Ehehehe