Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

14/07/2022

CASE STUDY: os incêndios e as funções zingarilho (republicação)

Como eram as coisas há 80 anos (fonte: Amorim Girão, Geografia de Portugal, Portucalense Editora)



Como são hoje (fonte: Espécies Florestais 2002, Direcção-Geral dos Recursos Florestais)




O que só pode ter os resultados que se conhecem (fonte: Fogos florestais ocorridos entre 1990 e 1998, Direcção-Geral dos Recursos Florestais)



E será por falta de políticas florestais e de intervenção do estado napoleónico-estalinista? Só se for por excesso. Funções zingarilho de tipo recorrente aplicáveis:
  • Quanto mais estado napoleónico-estalinista, mais política florestal.
  • Quanto mais política florestal, mais Pinus Pinaster e Eucalyptos globulos.
  • Quanto mais Pinus Pinaster e Eucalyptos globulos, menos Castanea sativa, Quercus robur, Quercus Toza e Quercus lusitanica.
  • Quanto mais Pinus Pinaster e Eucalyptos globulos, mais incêndios.
  • Quanto mais incêndios, mais estado napoleónico-estalinista.
  • Quanto mais estado napoleónico-estalinista, mais Pinus Pinaster e Eucalyptos globulos
  • Quanto mais Pinus Pinaster e Eucalyptos globulos, mais incêndios.
  • ...
[Este post foi publicado há 17 anos mas mantém-se actual porque desde então nada de estrutural mudou.]

3 comentários:

Anónimo disse...

Ná percebi nada.

Eu cá não vejo nenhuma correlação! Uma questão

O pinheiro e eucalipto é o culpado!?

Ou é a falta de liberdade dos proprietarios para gerirem a "sua" floresta.

Cá entre Maia, Valongo, santo tirso a portocel tem umas explorações, diria que 50% da floresta.

Faço BTT lá pelo meio e o que vejo a arder são as outras propriedades, com castanheiros, azihneiras mato....

Os eucaliptos nã pega nada!!!

Anónimo disse...

Era expectável: Henrique Pereira dos Santos aparece no Corta-Fitas com textos acerca dos fogos. Vale a pene refrescar as nossas ideias e, seguindo ou procurando links, reler as suas contribuições desde há uns 10 anos.

Abraço

Anónimo disse...

Corta fitas ah ah ah ! Aquele sitezeco zog beato xuxalista da treta pro vacinas e mascarilhas covid dos reizecos ranhetas! Vai mas é acartar baldes de massa pra Siberia e levas todos os henriques pereiras,brandoes e tavoras rasas contigo e nao voltem nunca mais,é á vossa pala é que esta terreola chegou a miseria total que xegou! Ah e leva aqui o zog xuxa pertinente aussi. Sibéria com vocemezezes tutti ! Tutti e já !
Basilio el xuxalhote