Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

09/08/2012

Um dia como os outros na vida do estado sucial (5)

Este ano os trabalhadores utentes das empresas públicas de transporte já fizeram 189 dias de greve em 221 possíveis. É uma colossal taxa de realização. Na próxima semana haverá mais greves.

A associação dos GNR vai propor uma acção contra o Estado para recuperar os subsídios de férias e de Natal. A associação aproveitou a conversa com o ministro para reclamar a revisão dos «gratificados», a reposição do subsídio de segurança de 20% (deve ser um subsídio para o GNR fazer o trabalho porque o salário é só um direito adquirido), as promoções por antiguidade (que outra coisa poderia ser?) e por «aproveitamento nos cursos» (?), e os «tempos mínimos de descanso».

O Tribunal de Contas detectou que estavam duplicadas facturas de um milhão e cem mil euros e faltam facturas de 800 mil euros nos anos de 2007 a 2011 relativas à manutenção dos helicópteros Puma, helicópteros que o governo Sócrates resolver contratar em regime de locação financeira para mais 120 milhões de euros.

Nada de extraordinário. Tudo como dantes, quartel-general em Abrantes, cujo presidente da câmara se mudou para RPP Solar, depois de ter vendido por 100.000 o que custou 1.000.000, talvez pensando perdido por cem, perdido por mil.

Sem comentários: