Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

13/08/2012

Bons exemplos (36) – Grande no género pequeno

Sem subsídios, sem o dinheiro dos contribuintes, sem o colo do governo, a M.A.R. Kayaks fundada em 1978 em Vila do Conde por Manuel Ramos, um antigo praticante de canoagem, já produziu até hoje mais de 30.000 embarcações. Vinte e seis dos seus barcos ganharam uma medalha nas Olimpíadas de Londres. Tem 100 empregados, muitos deles também antigos praticantes. Apresenta-se como «uma das maiores empresas do mundo e sem dúvida uma das melhores» e possivelmente é verdade.

Evidentemente que não vão florescer quatro mil empresas inovadoras e com iniciativa para absorverem os 400.000 desempregados acima do desemprego friccional, mas empresas com a M.A.R. Kayaks são o fermento que contribui para levedar a massa empresarial.

Sem comentários: