Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

14/08/2012

AVALIAÇÃO CONTÍNUA: Os comunistas e os supermercados capitalistas

Secção George Orwell

Com a autoridade que lhe dá ter sido um partido tributário do regime soviético cujas grotescas imitações dos supermercados capitalistas tiveram durante décadas as prateleiras quase vazias, autoridade reforçada por reconhecidamente rejeitar a economia de mercado e a concorrência, o PCP produziu uma nota do gabinete de imprensa «biblicamente estúpida» sobre a não menos estúpida multa devida pelas promoções do Pingo Doce no dia 1.º de Maio.

«O PCP considera que a multa … é manifestamente insuficiente face à gravidade dos procedimentos e ao comportamento afrontoso que este grupo económico assumiu perante os trabalhadores e o povo português … [e é] uma clara violação da lei da concorrência» escrevem os comunistas, entre outras aleivosias do costume e mentiras para compor a lengalenga da vulgata comunista como a alegada fuga ao pagamento de impostos da Jerónimo Martins (sobre a «fuga» ver este post).

O Pingo Doce soviético
Levam 5 chateaubriands por duas décadas depois do colapso do país dos sovietes continuarem sem perceber o que se passou e outros 5 bourbons por não aprenderem nem esquecerem.

1 comentário:

Anónimo disse...

A fotografia é um achado! Bravo : )