Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

02/08/2005

ESTÓRIA E MORAL: uma primeira impressão com segundas intenções

Estória
Era uma vez um ministro das Finanças que carregava nos ombros um pesado encargo: o de reduzir a voracidade da vaca marsupial pública que os seus inúmeros antecessores tinham ajudado a engordar.

Por onde começa o ministro a desincumbir-se de tão pesada tarefa? Demitindo o presidente e vários administradores do maior sarcófago financeiro do país - uma aberração chamada Caixa Geral de Depósitos. Entre os novos nomeados incluiu o senhor Vara que foi funcionário menor do sarcófago, depois secretário de estado do desaparecido senhor engenheiro Guterres. Forçado a demitir-se pelo escândalo das fundações, foi promovido a director coordenador e voltou agora ao sarcófago nomeado como administrador, fazendo companhia à doutora Cardona.

Moral
Não há segunda oportunidade para criar uma primeira boa impressão (doutor Jaime Gama, citado por Sérgio Figueiredo)

Sem comentários: