Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

24/08/2005

DIÁRIO DE BORDO: bushite ou bullshit?

Há várias coisas que me afastam de George W. Bush. O fundamentalismo evangélico e o pendor para o big government, em primeiro lugar. Depois, talvez, uma desconfiança mal disfarçada nos méritos dos mercados.

Há outras que me aproximam. Uma simpatia mitigada, como contrapartida ao ódio doentio que lhe devotam os crentes do politicamente correcto e a esquerdalhada em geral. E ainda a sua convicção democrática (aparentemente genuína) e o seu carácter resoluto, em contraste com as águas pantanosas que foram as presidências de Clinton, sobretudo a segunda.

Ah, já me esquecia, há mais uma: a sua paixão pela actividade física e as suas performances desportivas, que por certo irritam as luminárias da esquerdalhada, na sua maioria incapazes de levantar as flácidas bundas dos sofás onde ruminam as suas impotências.

Sem comentários: