Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

18/09/2014

DIÁLOGOS DE PLUTÃO: Literacia financeira

Stôra: Joãozinho sabe o que é um warrant?

Joãozinho: Sei sim stôra. É uma ferramenta financeira…

Stôra: … um instrumento financeiro… Joãozinho…

Joãozinho: … um instrumento financeiro em que o dono…

Stôra: … o detentor… Joãozinho…

Joãozinho: … um instrumento financeiro em que detentor pode comprar ou vender acções ou obrigações a um preço previamente combinado.

Stôra: Muito bem Joãozinho. E agora vamos fazer uma operação: se eu tiver 4 warrants para dividir pelo Joãozinho e pelo Ruizinho quantos warrants cabem a cada um?

Joãozinho: Stôra posso usar a calculadora?

Stôra: Não, não pode.

Joãozinho: Ó Stôra mas ainda só aprendemos a somar.

[Diálogo imaginário, que pode um dia tornar-se real, inspirado numa medida prevista no anteprojecto das Grandes Opções do Plano (GOP) para 2015 para «introduzir a literacia financeira nos currículos do ensino básico e secundário, a partir do próximo ano lectivo»]

Sem comentários: