Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

29/07/2014

Chávez & Chávez, Sucessores (23) – Poderia ser uma piada do dia das mentiras, mas não é (II)


A imagem refere-se à primeira aparição no dia 1 de Abril do ano passado. Um ano decorrido, Nicolás Maduro jurou outra vez que o pajarito apareceu garantindo que o coronel «está feliz e cheio de amor pela lealdade do seu povo».

Nestas alturas, recordo Albert Einstein que garantiu que havia pelo menos duas coisas infinitas no universo: o próprio universo e a estupidez humana. Contudo, quanto ao primeiro, não tinha a certeza.

1 comentário:

Unknown disse...

Enfim, não admira que qualquer “revolução cultural” de matriz socialista, encare com hostilidade a religião – afinal de contas, é concorrência!

Cumprimentos,
Murphy