Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

02/08/2010

Lost in translation (57) – Rigor? Já fizemos engenharia orçamental no passado. Voltaremos a fazê-lo no futuro, queria ele dizer (XI)

Bem pode o governo começar a preparar o PEC 3, porque o défice continua a derrapar. E o que faz o governo? Mandou o ministério da Saúde vender à empresa pública Estamo, uma participada da Parpública, os hospitais de Santa Marta, São José, Capuchos e Miguel Bombarda por cerca de 110 milhões e as sedes da Direcção-Geral de Saúde e da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo por 6 milhões. Mandou o ministério da Agricultura vender dois prédios do Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas (IFAP) por 21 milhões e mandou ainda outros ministérios vender outros prédios que totalizam 16 milhões. E o que fez o governo com estes dinheiros? Aumentou o capital de 18 hospitais em 75 milhões, fintando o OE, e o resto são receitas fora do OE, fintando-o uma vez mais.

Sem comentários: