Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

12/08/2018

Pro memoria (383) - 11.200 (onze mil e duzentos) quilómetros

Em matéria de planos o socialismo é imbatível. Em Março, o semanário de reverência anunciou 3.620 (três mil seiscentos e vinte) quilómetros, aqui registados, que o ministério da Agricultura «iria rasgar de faixas destinada a evitar a propagação dos incêndios».

Ontem, o mesmo semanário de reverência (sempre ele) recordou que o «Sistema Nacional de Defesa da Floresta contra Incêndios», aprovado em 2006 pelo governo do saudoso José Sócrates, previa uma «rede primária de faixas de gestão de combustível» de 11.200 km, dos quais, recorda-nos o mesmo semanário, foram executados em doze anos, até agora, 2.400 km ou um pouco mais de um quinto. Não me perguntem se estes 11.200 km incluem ou não os 3.620 que a mesma gente (excepto o animal feroz, agora a contas com a justiça) planearam rasgar doze anos mais tarde.

Sem comentários: