Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

08/06/2011

TIROU-ME AS PALAVRAS DA BOCA: Comecemos por privatizar a banca do regime

«Antes da privatização da Caixa Geral de Depósitos, sugiro que se proceda à privatização da restante banca. Deve-se começar pela privatização do BES, eliminando todas as participações públicas e todos os empréstimos públicos a empresas e accionistas do grupo Espírito Santo. Depois deve ir o BCP. O Estado deve retirar todos os apoios, empréstimos e participações que possui no BCP e junto dos seus accionistas. No final desta fase de privatizações a CGD deve ficar proibida de deter particicipações em bancos portugueses e de suportar financeiramente os seus accionistas

[João Miranda no Blasfémias]

Sem comentários: