Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

28/06/2011

ESTADO DE SÍTIO: O estado do Estado de Sócrates

Estado recente de algumas das realizações de José Sócrates:
  • O quarto maior desemprego (12,6%) dos países a OCDE, desemprego que no conjunto desses países está a melhorar;
  • Terceira maior quebra de emprego na Zona Euro e quinta maior na UE-27, ao contrário da média europeia;
  • Maior queda da produção industrial (-3,6% em Abril), comparada com o crescimento da Zona Euro e EU-27;
  • O serviço da dívida em Junho de 6,5 mil milhões só pôde ser cumprido com o adiantamento do empréstimo do FMI/CE/BCE sem o qual Portugal entraria em incumprimento («não precisamos de ajuda», lembram-se?);
  • Exposição da banca portuguesa à dívida pública ultrapassando 40 mil milhões ou cerca de 40% da dívida total, consequência da relação promíscua entre o governo e a banca do regime;
  • Dívidas a fornecedores que ultrapassam 3,7 mil milhões de euros ou 2,2% do PIB (bem que o Pertinente tinha o desconfiómetro ligado)

Sem comentários: