Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

19/11/2008

AVALIAÇÃO CONTÍNUA: Uma guerra, dois sistemas.

[Foto de John McCain no Hanoi Hilton]
Secção Padre Anchieta

«Iúri Truchetchkin, tenente-coronel soviético na reserva, reconheceu que foi ele que, em 1967, abateu o avião tripulado por John MacCain durante a guerra no Vietname e não esconde que continua a odiar o candidato derrotado ao cargo de presidente norte-americano.

Segundo o veterano soviético, MacCain teve sorte, porque, normalmente, “os aviadores americanos eram mortos com enxadas.. mas John MacCain foi enviado para uma prisão terrível que se chamava ironicamente Hanoi Hilton ”.
» (Inforpress)

John MacCain passou 5 anos e meio no Hanoi Hilton de onde saiu gravemente incapacitado. Durante os mais de 30 anos seguintes, McCain tornou-se senador e defendeu a normalização das relações diplomáticas e económicas com o Vietname (votada no Senado em 3-20-2001). Isso custou-lhe ser considerado traidor pelos seus antigos camaradas (ver por exemplo Vietnam Veterans against John McCain). Durante esse período Iúri Truchetchkin, 2 anos mais novo do que McCain, foi-se consumindo no seu ódio de estimação e está agora internado no hospital militar de São Petersburgo.

Cinco ignóbeis e quatro bourbons para o sobrevivente dos escombros do império soviético Iúri Truchetchkin, pelo seu obsessivo ódio malsão.

Sem comentários: