Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

27/11/2008

Nem todos os obamas de Obama fazem felizes os obamófilos: episódio (6) middle-of-the-road

[Episódios anteriores (1), (2), (3), (4) e (5)]


Barack Obama criou um painel de aconselhamento económico e nomeou Paul Volcker para o liderar. Antigo presidente da Reserva Federal, apesar de tradicionalmente do partido Democrata e ter sido nomeado por Carter, Volcker tem aos olhos da obamófilia várias manchas negras no cadastro. A primeira for ter sido renomeado por Reagan em 1983. A segunda foi ter combatido com tanto rigor a inflação que foi demonizado pelos democratas e chegou a ter o gabinete invadido por desempregados, protestando contra a sua política. Para a obamófilia tem a seu favor uma fé limitada nos mercados. Contudo, ó obamófilos europeus não vos exciteis porque o «fé» e «limitada» têm outros referenciais. Na Europa, provavelmente vôvô Volcker (81 anos) seria considerado um suspeito liberal.

Sem comentários: