Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

22/06/2021

Como atrasar irremediavelmente o plano de vacinação? Resposta: um dia de cada vez (54) - O Sr. Almirante é ele e a (infeliz) circunstância

Pela primeira vez em 6 meses a média móvel diária (7 dias) ultrapassou as 100 mil doses. Apesar dos progressos visíveis ainda estamos abaixo da média da UE, quer na 1.ª dose quer na vacinação completa.  

ECDC

Vejamos o ponto de situação dos objectivos para a vacinação:
 É perfeitamente alcançável, basta uma média diária acima de 70 mil doses.  
Só na última semana foi atingida e ultrapassada a média diária de 100 mil pessoas. Nada está garantido, sobretudo nos meses de Julho e Agosto.  
Como se confirma no diagrama do ECDC na terceira semana de Junho o objectivo ainda não está cumprido.
 

47% da população tem pelo menos uma dose. Para atingir os 70% no início de Agosto será necessário administrar 2,3 milhões de primeiras doses a uma média diária de 56 mil o que compara com as 1,8 milhões a uma média diária de 45 mil no período equivalente terminado ontem. Conclusão: é possível mas nada está garantido.

Uma última palavra para um fenómeno típico do Portugal dos Pequeninos ou dos Pedintes, da sua imprensa servil e dos seus jornalistas de causas, que é o ridículo culto da personalidade que os mídia estão a montar para o Sr. Almirante, culto em que ele não parece interessado (tiremos-lhe, pois, o chapéu). É certo que, se compararmos com a obra do apparatchik seu antecessor (média diária inferior a 10 mil), o Sr. Almirante é um génio. Comparado com a task force do Reino Unido com 74,6 milhões de doses administradas (43,1 milhões de 1.ªs doses e 31,5 milhões de 2.ªs doses) para uma população de 68 milhões, o Sr. Almirante pode considerar-se uma pessoa competente e determinada com uma circunstância desfavorável que é ter de arrastar atrás de si um exército pouco disciplinado e pouco motivado. Talvez não possa exigir-se-lhe mais.

1 comentário:

Bilder disse...

É vice-almirante,os almirantes estão todos na única fragata em serviço.