Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

20/11/2012

BREQUINGUE NIUZ: Lá se foram mais 3 ases

Apesar da conversão de Hollande ter levado o redressement a ficar cada vez mais parecido com a austerité, isso não evitou a Moody’s retirar à dívida francesa o triple A, a exemplo da Standard & Poors. Resta assim, por agora, o triple A da Fitchs, uma agência da qual é accionista maioritário a Fimalac, uma holding francesa de Marc Ladreit de Lacharrière, enarca com um château com o seu nome de família.

Por falar em agências de rating, já tenho saudades do tempo em que os problemas da dívida portuguesa resultavam dessas criaturas diabólicas.

Sem comentários: