Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

25/03/2010

SERVIÇO PÚBLICO: Serviço público? Qual serviço público? (2)

Os portugueses ficaram arrepiados com os furores do ministro das Finanças quando este admitiu que a RTP, essa venerável instituição, lugar geométrico da independência jornalística, poderia sofrer (nunca este verbo foi tão apropriado) uma «hipotética operação de privatização». O que fazer aos mais de 140 milhões de subsídios? Como passar sem a programação de «serviço público» que a RTP nos serve todas as noites?

Suspirámos todos de alívio, com as palavras serenas e tranquilizadoras daquele pilar da democracia e paradigma do político socialista que é o ministro dos Assuntos Parlamentares: «o Governo não tem a intenção, nem o fará, de privatizar a RTP». Bem haja doutor Lacão.

Sem comentários: