Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

27/08/2009

Lost in translation (6) se Deus escreve direito por linhas tortas, o jornalista escreve torto por linhas direitas

Sob o título «Portugal bate países europeus pela primeira vez desde 2001» o jornalista do Semanário Económico tem a desfaçatez de escrever:
«Se Deus escreve direito por linhas tortas, a economia portuguesa deve estar sob alçada divina. No meio da maior recessão desde a II Guerra Mundial, Portugal fez aquilo que não conseguia desde 2001: um desempenho económico superior ao da zona euro, aproximando-se dos parceiros europeus
Como aqui se lembrou, «é aconselhável olhar para os números do INE e, antes de deitar foguetes convém ter em conta que o crescimento de 0,3% é em cadeia relativamente ao trimestre anterior em que o PIB caiu 1,6%, e convém igualmente olhar para a queda homóloga de 3,7% prevista nas estimativas rápidas

Se isto é jornalismo económico, então os jornalistas económicos são oráculos a anunciar o princípio das vacas gordas no auge da era das vacas magras.

Sem comentários: