Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

01/08/2009

ESTADO DE SÍTIO: Os amanhãs que cantam de José Sócrates (3)

Ontem o grande líder incumbiu o substituto do doutor Pinho de prometer que o «governo vai entregar cheques às Pequenas e Médias Empresas (PME) para financiarem a sua internacionalização». Na sua incarnação de ministro da Economia, o doutor Teixeira dos Santos prometeu os cheques. Na sua incarnação de ministro das Finanças manteve de Conrado o prudente silêncio sobre aonde vai extorquir o dinheiro para os cheques. Nem seria preciso, a maioria dos sujeitos passivos já desconfia a quem vai ser espremida a fatia de leão. Em intenção dos distraídos que ainda não tenham realizado quem são esses sujeitos passivos, aqui fica o gráfico do insurgente Miguel Botelho Moniz retirado deste post e impertinentemente enfeitado.

Sem comentários: