Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

14/07/2010

Eu diria mesmo mais: deitam-se abaixo e constroem-se de novo

Augusto Mateus, ex-ministro da Economia do governo Guterres I, numa entrevista à Folha de São Paulo aconselhou os brasileiros a não construírem estádios para o Mundial 2014, defendendo a demolição dos estádios do Euro 2004 cuja construção foi decidida pelo governo de que fez parte. A ideia não é má - está incompleta segundo a doutrina de um ex-ministro da Economia. Falta a incontornável receita keynesiana devidamente actualizada:
«É preferível abrir e tapar buracos demolir e construir estádios a deixar recursos por utilizar».

Sem comentários: