Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

19/07/2010

LASCIATE OGNI SPERANZA VOI CH'ENTRATE: O fim do estado social

Em contas de merceeiro, a sustentabilidade do sistema de pensões exigiria pelo menos um activo por cada 3 pensionistas. Por isso, o fim do estado social, pelo menos tal como o conhecemos hoje, estará à vista algures nas próximas décadas e, nalguns países, como Portugal, com demografias mais desfavoráveis e legiões de pré-reformados, mais cedo.


Veja-se a redução do peso relativo dos escalões etários produtivos, entalados entre jovens que cada vez chegarão mais tarde ao mercado de trabalho e terceira idade que cada vez mais terá de sair mais tarde, após décadas a sair cada vez mais cedo.
[Gráfico de Staring into the abyss, Economist July 8th]

Sem comentários: