Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

30/04/2005

DIÁRIO DE BORDO: a 1ª dum é a 10ª do outro

Eu hoje levantei-me para este lado. (*)

Basta ouvir um qualquer andamento da 5ª (ou qualquer outra das nove) do Ludwig Van para perceber porque precisou um admirador obsessivo do Van, como Brahms, 14 anos para terminar a sua 1ª sinfonia que, na paródia, os críticos da época escreveram que era a 10ª de Beethoven.

(*) Quase-plágio do Bomba - espera-se uma acção por ofensa dos direitos de autor.

Sem comentários: