Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

28/06/2022

Semanário de Bordo da Nau Catrineta comandada pelo Dr. Costa no caminho para o socialismo (20b)

Continuação das Crónicas: «da anunciada avaria irreparável da geringonça», «da avaria que a geringonça está a infligir ao País» e «da asfixia da sociedade civil pela Passarola de Costa». Outras edições do Semanário de Bordo.

(Continuação de 20a)

Incentivando a emigração da «geração mais bem preparada de sempre»

O mantra «geração mais bem preparada de sempre» tem sido o slogan usado para a comentadoria do regime glorificar a paixão socialista pela educação e justificar um galopante número de licenciaturas e mestrados inúteis e um crescente número de graduados que na sua grande maioria vão engrossar a legião dos utentes da vaca marsupial pública, trabalhar na restauração ou, na melhor hipótese, aumentar o stock de talento dos países para onde vão trabalhar.

Por isso, não admira que como mostra o relatório «Estado da Nação sobre Educação, Emprego e Competências em Portugal», da Fundação José Neves os salários dos trabalhadores com o ensino básico têm aumentado mais do que os salários dos mais graduados que até registaram uma perda, sobretudo os com o ensino superior que em dez anos perderam 11%.

Foi Vasco Pulido Valente, salvo erro, que escreveu não conhecer nenhum país que se tivesse desenvolvido à custa de aumentar o número de graduados. Eu também não. É mais the other way round. Sabendo-se que o desenvolvimento só se faz com crescimento e que este só acontece com o aumento da produtividade, veja-se o diagrama seguinte.

Take Another Plan

Para quem tivesse dúvidas que a TAP pública é estratégica, aí está a reunião frustrada de 400 pilotos no refeitório para discutirem as suas mordomias, enquanto deixariam no chão 12 voos.

Que seria do Dr. Costa sem a mãozinha do BCE?

Expresso

Sem os 32% da dívida comprada pelo BCE que “investidores” (que incluem os bancos que detêm 24 mil milhões) a teriam comprado?

Com o governo socialista o PSI20 minguou para PSI14

O PSI20, o índice da bolsa de valores de Lisboa, há três anos passou a ter apenas 18 empresas cotadas. Este ano depois da saída da Pharol, Ramada e Novabase ficou com 15 e agora a Lisgráfica aprovou a saída a bolsa.

O sector que mais prospera é o que menos depende do governo e dos portugueses

Segundo a estimativa do BdP, o crescimento do turismo este ano representará dois terços do crescimento do PIB.

«Pagar a dívida é ideia de criança»

O endividamento da economia, isto é, a dívida total das empresas, excepto as do sector financeiro, e das famílias, voltou a subir 5,1 mil milhões em Abril, atingindo 782,5 mil milhões, isto é quase quatro vezes o PIB de 2021.

1 comentário:

Anónimo disse...

Salvo melhor opinião não é o senhor da costa que comanda a embarcação, vulgo geringonça
O verdadeiro e efectivo gauleiter da geringonça é o mini da sucata.
Bem o demonstrou há 2 dias quando proclamou alto e bom som que ia fazer uma pista em Aldeia Galega e 1 campo de aviação em Alcochete.
O PR, o PM, e o resto da geringonça borraram-se todos e segundo eles tudo aquilo não passou de uma falha na comunicação.
... e o burro sou eu?