Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

05/12/2021

Crónica da asfixia da sociedade civil pela Passarola de Costa (114) - A Passarola Afundada (VI)

Avarias da geringonça e do país seguidas de asfixias

Ele era «só um passageiro» e «a viatura foi vítima de um acidente»

Depois de seis meses de mentiras, meias-verdades e ocultação da verdade, o Dr. Cabrita, amigo do Dr. Costa e ministro, por esta ordem, demitiu-se não por ter reconhecido as suas responsabilidades políticas no acidente mas para evitar o «aproveitamento político» para «condicionar a atuação do Governo», António Costa «ou mesmo o Partido Socialista». Aliás, a fórmula que usou para descrever o que se passou diz muito sobre a criatura: «a viatura que me transportava foi vítima de um acidente» - a viatura foi vítima, disse ele.

Situação de calamidade é o que o governo quiser

As medidas aprovadas pelo governo pela Resolução 157/2021 no quadro da pandemia «para além do seu duvidoso enquadramento na lei correspondem na prática a um verdadeiro estado de excepção», segundo o professor Luís Menezes Leitão que sabe do que escreve.

Socialistas fazem uma salva de "benefícios" com vista às eleições


Cada um usa o que pode. Comunistas fazem uma salva de greves com vista às eleições

Tentando recuperar do desastre eleitoral anunciado, depois de seis anos de conúbio com o PS, os comunistas utilizam o que lhes resta de influência sindical com uma salva de greves: transportadores rodoviários, trabalhadores dos impostos, Metro do Porto.

Take Another Plan

A reestruturação da TAP segundo o plano do Dr. Pedro Nuno Santos, líder do pedronunismo, uma variante do berloquismo, e putativo sucessor do Dr. Costa, continua encalhada em Bruxelas. Entretanto, já foram torrados 1.600 milhões, parte dos 3.700 milhões previstos.

Chegados aqui, é impossível não comparar o que o Dr. Pedro Nuno está a fazer na TAP (17 milhões de passageiros em 2019) com o que foi feito na Lufthansa (145 milhões de passageiros em 2019) a quem o governo alemão financiou com 3,8 mil milhões que em Novembro já tinham sido integralmente reembolsados.

«A educação é a nossa paixão»

Foi sob este mantra, enunciado pelo Eng. Guterres e retomado pelo Dr. Costa, que os governos socialistas fizeram a obra retratada no estudo Estudantes Nacionais e Internacionais no Acesso ao Ensino Superior, das universidades do Porto e do Minho para a fundação EDULOG, que mostra como o motor principal do elevador social foi avariado por gente que se baba a falar do ensino público e inscreve os seus filhos no ensino privado.

«Em defesa do SNS, sempre» ou a maldição das paixões socialistas


Não obstante os 400 milhões gastos até Setembro em horas extraordinárias e contratação de prestação de serviços, os Centros de Saúde estão a rejeitar novas inscrições por falta de recursos (recorde-se que estão quase um milhão de "utentes" sem médico de família) e também por falta de recursos não existem dados fidedignos de VIH de 2020 e 2021.

A família socialista é muito unida

Quereis uma prova irrefutável da coesão da família socialista? Tomai o exemplo do ex-presidente da Câmara do Cartaxo que, derrotado nas últimas eleições há dois meses, foi nomeado assessor do Dr. Costa duas semanas depois do anúncio da dissolução do parlamento.

O empreendedorismo socialista vai disparar a bazuca

Fica-se com uma ideia do que seja a "iniciativa privada" sob a égide do Estado sucial quando se sabe que se apresentaram ao concurso de torrefacção dos 14,8 mil milhões de euros do donativo dos contribuintes europeus 144 consórcios dos quais 64 foram seleccionados por uns apparatchiks com emprego vitalício que nunca criaram um posto de trabalho nem investiram um pataco, nem mesmo num triciclo para vender castanhas assadas.

(Continua)

2 comentários:

Anónimo disse...

O exarado permite afirmar que neste tugalito os políticos não são maldosos; são tão só estúpidos.
Os dados conhecidos internacionalmente — aquilo a que também se chama evidência (uma coisa que se mete pelos olhos dentro) — e em contraponto, os vírus (covid, v.g.) são muito mais inteligentes: sabem de horários, de dias de trabalho, de clima, da COPxx ... eu sei lá. Até sabem que nas discotecas não têm hipótese.
Só quem sabe mais do que eles são o chefes da agremiação PCP.

Vivam os tugas!!!

Bilder disse...

Por falar em passageiro,vou ali ver (rever) o Oitavo passageiro,parece-me uma história mais credível e menos surreal.