Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

12/07/2018

COMO VÃO DESCALÇAR A BOTA? (19) - Mais do que sustentável a dívida tem-se mostrado auto-sustentável

Outras botas para descalçar

«A dívida da República Portuguesa é sustentável e o rácio dívida/PIB vai continuar a cair este ano. Portugal tem condições de pagar a sua dívida», garantiu Mário Centeno, o Ronaldo das Finanças, na sua peroração no Grupo de Trabalho para a Avaliação do Endividamento Público e Externo.

Das três garantias, a única que se admite exequível, por ser a curtíssimo prazo e nada garantir quanto ao futuro, é a segunda. Seja como for, em vez de o rácio dívida/PIB vai continuar a cair este ano, Centeno deveria ter dito o rácio dívida/PIB que está a subir desde o 4.º trimestre do ano passado vai cair no 3.º e 4.º trimestres deste ano.

A maioria dos contribuintes que têm sido objecto da extorsão pelo Estado Sucial, não se vai lembrar das garantias deste Ronaldo, como ninguém se lembra das garantias das outras luminárias que passaram pelo ministério da Finanças. Cá estaremos nós para recordar na devida altura.

Sem comentários: