Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

27/06/2017

ARTIGO DEFUNTO: O suicídio de Passos e a arte do agitprop. Aprendam como se faz (2)

Continuação daqui.

Às 11:00 a mesma pesquisa Google de ontem já se tinha multiplicado por 6 e ainda a procissão ia no adro.


Se de uma maneira geral a máquina de agitprop da geringonça funciona muito bem, há casos de excelência. Veja-se a secção de Opinião de um dos diários da manhã:


Qual destes opinion dealers usou a sua argúcia argumentativa para expor as tretas do Costa sobre o incêndio de Pedrogão Grande? Eu perguntaria mesmo mais: qual destes opinion dealers usou a sua argúcia argumentativa para expor quaisquer tretas do Costa?

1 comentário:

Unknown disse...

Prostitutos, eis tudo.