Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

22/04/2004

ESTÓRIA E MORAL / SHORT STORY AND BIG MORAL: Óleo para untar a burocracia. / Oil-for-Bribe program.

Story
Allegations of Widespread Corruption Involve Saddam Hussein, U.N. Senior Officials told Abc News (via NO PASARAN!).
«Saddam diverted to his personal bank accounts approximately $5 billion from the United Nations Oil-for-Food program»
Saddam? No surprise. Who else could be involved besides the usual suspects? Well, guess who? White Snow and the seven Dwarfs?
How could uncle Saddam divert the money without a little help from his friends? Hard to believe. Who can be such helpful friends of him? Want a cue? Bet on «Benon Sevan, the Cyprus-born U.N. undersecretary general who ran the program for six years» and other U.N. Senior Officials.
Who talked about involving deeply UN staff in transition period? It wasn’t me.

Moral
Birds of a feather flock together.


(O Passarão Chefe, ainda pela hora de Paris / Big Bird in Chief, at Paris time)

Estória
Monumental gamanço escreveu a ABC News (via NO PASARAN!), a propósito das investigações que levam a concluir que o tio Saddam se abotoou com 5 mil milhões de dólares do programa das NU Petróleo por Comida, com a ajuda adivinhem de quem?
Ao que parece de quem tinha a faca na mão e só lhe faltava o queijo - Benon Sevan, subsecretário geral das NU responsável durante 6 anos por esse programa e outros altos funcionários das NU.
Quem anda a pedir um maior envolvimento das NU no Iraque no período de transição? Eu não.

Moral
Aves da mesma pena andam juntas.

Sem comentários: