Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

03/08/2021

Como tentar cumprir o plano de vacinação, apesar de tudo? Resposta: um dia de cada vez (60)

Mantém-se válido o que escrevi a semana passada, confirmando-se a queda significativa do ritmo de vacinação desde o dia 7 de Julho com a descida da média de 150 mil doses na primeira semana de Julho para 80 mil na última semana.  Uma vez mais, a informação no site da DGS falhou em relação ao último sábado (os dois últimos valores no gráfico correspondem à média do total de doses administradas no fim de semana).

Continua uma certa ambiguidade quando ao stock de vacinas para explicar a quebra do ritmo de vacinação (ver aqui explicações contraditórias). Na verdade, como escrevi em vários posts anteriores, a quebra do ritmo era perfeitamente previsível devido às férias das milícias do Almirante e dos "utentes",

Continua por cumprir o objectivo 
No início de Agosto a percentagem de totalmente vacinados é a seguinte (fonte ECDC):
96,7% dos +80
98,5% dos 70-79
91,3% dos 60-69 anos.

É possível que este objectivo nunca a venha a ser cumprido, quer pela recusa de algumas pessoas quer pela dificuldade de "catar" os idosos em locais remotos.  No entanto, para o escalão 60-69 anos a segunda razão é mais difícil de aceitar.

Sem comentários: