Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

16/02/2006

TRIVIALIDADES: OTAs - objectos de tecnologia alta - a mola de roupa (1)

Possivelmente é um dos objectos cujo upgrade deveria fazer parte, por direito próprio, do Plano Tecnológico.

Quantas horas perdidas a apanhar roupa do chão, quantos quilovátios e detergente gastos a lavá-la uma vez mais, quanto estresse a remontar aquelas traiçoeiras três peças? Já alguém avaliou os ganhos de performance com a substituição do plástico manhoso por kevlar e do arame baratucho por uma mola high-tech de titânio? E que dizer dum chip com RFDI capaz de assinalar o sutiã que atingiu o grau de humidade ideal para ser engomado?

Porquê importar aquelas merdosas e pedantes molas francesas (Élephant «Menagez-vous!»)?

Sem comentários: