Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

11/02/2010

A defesa dos centros de decisão nacional

A Teixeira Duarte, cujos accionistas são conhecidos activistas dos «centros de decisão nacional», vendeu a totalidade das suas acções da Cimpor à brasileira Camargo. Assim se demonstra que a retórica sucumbe perante a falta de dinheiro.

E sucumbir é mau para o país? Não necessariamente. O pior de tudo ainda é o saco de gatos em que se tinha transformado a Cimpor. Seja como for, a venda e transmissão do controlo de empresas portuguesas será sempre o resultado inexorável do endividamento das empresas, dos accionistas, do governo e das famílias.

Sem comentários: