Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

27/02/2009

ESTADO DE SÍTIO: La putain de la republique (2) - sans virgules

Em menos de 2 semanas a mais-valia de 25% que a Caixa pagou a Manuel Fino pelas acções da Cimpor dadas em pagamento parcial do empréstimo da primeira ao segundo para comprar acções do Millenium bcp banco para onde por coincidência entretanto transitaram o antigo presidente da Caixa e um outro administrador que por acaso é um amigo do peito do senhor primeiro-ministro o qual como se sabe não é suspeito do caso Freeport apesar da carta rogatória do Serious Fraud Office referir meia dúzia de vezes o seu nome o qual administrador apesar do amigo não ser suspeito pelo sim pelo não parece ter telefonado ao director do Sol jornal que por outra feliz coincidência tem entre os seus accionistas o dito Millenium bcp segundo o relato do referido director à Sábado dando-lhe a escolher entre a cenoura de resolver os problemas do jornal no fim-de-semana ou o pau do estrangulamento financeiro em menos de 2 semanas dizia eu a mais-valia de 25% subiu para mais do dobro depois da queda inevitavelmente subsequente ou subsequentemente inevitável das acções da Cimpor acções que recorde-se podem ser recompradas por Manuel Fino se e quando lhe convier.

Sem comentários: