Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

27/01/2011

Pode o benefício da dúvida evoluir para o prejuízo da certeza?

Pode. Sobretudo para quem garante ser necessário nascer duas vezes para ser mais honesto do que ele. A adicionar às histórias mal contadas das acções SLN-BPN e das ligações obscuras com aquela gente, tivemos a história da permuta que continua a ser escarafunchada pelos jornais e parece cada vez ter mais trapalhadas. Desde permutar imóveis de valores que o próprio fisco valorizou numa proporção de 1 para 2,5, até construir com licença caducada e habitar sem licença de habitação.

Isto é grave? Depende. Pelos padrões dominantes entre os portugueses, de maneira nenhuma – é o trivial. Pelos padrões da superioridade moral de Cavaco Silva, é muito censurável.

Será isto fruto duma campanha negra? Talvez. Também José Sócrates assim classificava a denúncia das suas trapalhadas. E se for? Isso faz alguma diferença quanto aos factos?

Sem comentários: