Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

31/03/2007

SERVIÇO PÚBLICO: José Sócrates, o controleiro

Os impulsos manipulativos deste governo, e em particular do seu primeiro ministro, não são novidade. O que pode surpreender é a intensidade que a manipulação atingiu com o caso do escândalo do diploma da universidade Independente. Para além das dezenas de spin doctors gravitando à volta do governo que se mostraram incansáveis nas últimas semanas, o próprio engenheiro Sócrates deu o exemplo na linha de frente telefonando «pelo menos seis vezes ao jornalista (do Público) que investigou a história», segundo o Expresso (a peça «Impulso irresistível de controlar» parece um aceitável exemplo de jornalismo sem causas).

Sem comentários: