Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

20/11/2009

O pior ministro das Finanças do ano passado passou este ano a melhor dos piores

O ano passado um painel de economistas e comentadores convidados pelo Financial Times avaliou a performance de 19 ministros das Finanças e classificou o nosso Teixeira dos Santos em último lugar. Este ano o mesmo painel classificou-o 4 lugares acima, deixando atrás se si a espanhola Elena Sampaio, o húngaro Peter Oszko, o grego George Papaconstantinou e o irlandês Brian Lenihan.

Antes que o coro comece a cantar hossanas a Teixeira dos Santos, convém citar o insuspeito Diário Económico que justifica o pífio 15.º lugar por não ser ainda conhecida a desastrada gestão do orçamento rectificativo. Se o fosse, Teixeira dos Santos «ficaria com toda a certeza em último lugar».

Num rigoroso exclusivo (não perguntem como) (Im)pertinências aqui fica a avaliação por áreas.


Clicar para ampliar

Sem comentários: